Catapora na grávidez

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Catapora na grávidez

Mensagem por Jumara Borges em Ter Ago 20, 2013 2:33 pm











CATAPORA NA GRÁVIDEZ











A catapora, também chamada varicela, é uma doença altamente contagiosa transmitida por um vírus, o varicela zóster.
 
Além de febre, o principal sintoma da catapora é a coceira acompanhada por vermelhidão na pele, com posterior aparecimento de pequenas bolhas cheias de líquido.
À medida que a infecção progride, formam-se casquinhas nessas bolhas.
 
A doença é contagiosa desde alguns dias antes do surgimento das manchas vermelhas até que as lesões tenham secado (geralmente em torno de 10 dias depois).
 
É importante comentar com o médico o quanto antes se você notou alguma mancha no corpo durante a gravidez.
Além da catapora, existem outras doenças que causam marcas na pele e podem afetar o bebê.




Toda grávida deve evitar contato com pessoas com catapora?





Se você já teve catapora, provavelmente não tem motivo para se preocupar.
Seu corpo já produziu anticorpos contra o vírus, o que a tornou imune a novas infecções.
O risco de pegar catapora também é mais baixo se você tiver tomado a vacina.
 
Caso você não tenha sido infectada antes, é melhor não ficar no mesmo ambiente que pessoas com catapora ou com herpes zóster (infecção causada pelo mesmo vírus).
 
O problema é que o vírus consegue se espalhar facilmente através de gotículas pelo ar e pode contaminar pelo simples contato próximo entre pessoas ou por um espirro.

 
Quais os riscos da catapora na gravidez?

 
A catapora durante a gravidez é uma complicação, porque pode ter consequências tanto para o organismo da mãe como para o desenvolvimento do bebê.
 
"Catapora em adultos costuma ser mais grave que nas crianças", observa a obstetra
 
Entre os perigos da catapora para a mulher estão o aparecimento de pneumonia e problemas de fígado.
Estima-se que uma em cada 20 grávidas com catapora acabe tendo pneumonia.
 
No caso de fumantes, o mais recomendado é que o hábito seja abandonado.
Além dos riscos ao bebê ligados ao cigarro, o fumo também aumenta significativamente a chance de uma grávida com catapora ter pneumonia , o que pode ser fatal.


O médico poderá receitar o remédio antiviral aciclovir (nome genérico), que reduz a gravidade e a duração da catapora. A medicação, no entanto, só funciona se for dada dentro de 24 horas a partir do aparecimento das erupções no corpo.
 
Acredita-se que o aciclovir seja seguro para mulheres com menos de 20 semanas de gestação.
Mas, depois do terceiro mês, os médicos têm mais receio de receitá-lo devido a um risco, em tese, de afetar o bebê.
Diante disso, use somente se for receitado para o seu caso.


É seguro tomar os analgésicos aprovados por seu médico para tratar a dor ou a febre.
Você poderá ainda passar água morna com um pouco de aveia ou maisena pelo corpo para aliviar a coceira nas bolinhas provocadas pela catapora.
 
A pasta d'água também pode ser usada para aliviar a coceira.
 
A maioria das mulheres e seus bebês ficam bem apesar da infecção.
Mas existe uma pequena possibilidade de que a catapora cause problemas para o bebê.
Os riscos para a criança mudam drasticamente dependendo do estágio da gravidez em que se contrai a doença.
 
Antes de 13 semanas, o risco é bem pequeno, e provavelmente menos de 1 por cento dos bebês apresentam o que se chama de síndrome da varicela congênita.
 
Essa síndrome é caracterizada por diversos problemas para a criança, variando de manchas na pele, malformação de membros, microcefalia, problemas neurológicos ou de visão.
A infecção também pode elevar o risco de aborto espontâneo.
 
Crianças cujas mães tiveram catapora entre a 13a e a 20a semana estão em uma zona de risco um pouco maior, de cerca de 2 por cento.
 
Se a catapora aparecer entre a 20a e a 37a semanas de gestação, ela não deve afetar o bebê.
Mas é possível que a criança tenha herpes zóster nos primeiros anos de vida.
Caso a catapora apareça nos últimos cinco dias antes do parto ou dois dias depois do nascimento, o bebê poderá ter também uma forma mais séria de catapora.
A catapora em recém-nascidos pode causar complicações gravíssimas.
Para diminuir os riscos, os médicos usam uma injeção de imunoglobulina antivaricela zóster.




Tive contato com uma pessoa com catapora e não sei se já sou imune.
O que fazer?





É possível realizar um exame de sangue para checar se há presença ou não de anticorpos da catapora no seu corpo.
Mas ele tem que ser feito somente de 24 a 48 horas após o contato com a doença.
 
É extremamente raro que alguém tenha catapora duas vezes.
Mas há casos em que a mulher pensa que teve a doença quando era pequena quando na verdade estava com algum outro problema que também causa manchas vermelhas.
 
Lembre-se de que a catapora permanece contagiosa desde 48 horas antes de as feridas aparecerem no corpo até todas elas terem formado crosta.
 
Se o resultado do exame apontar que você não tem anticorpos, isso quer dizer que não é imune à doença e que há uma boa chance de ter contraído.
 
Nesse caso, os médicos costumam receitar uma injeção de imunoglobulina antivaricela zóster , que servirá para amenizar a gravidade e a duração da infecção.
Para ser eficaz, ela tem que ser tomada até dez dias depois da exposição ao vírus.


A injeção só funciona se as manchas e bolinhas da catapora ainda não tiverem aparecido.




Acho que estou com catapora.
E agora?





Se você desconfiar de que está com catapora, entre em contato com um médico o mais rápido possível.
Não apareça diretamente no consultório ou posto de saúde porque outras grávidas podem ser infectadas.
 
Caso você precise de uma consulta, é melhor avisar que pode estar com catapora, para não ficar numa sala de espera perto de muitas outras pessoas.




Como saber se o bebê foi afetado durante a gestação?



Uma ultrassonografia morfológica pode ser realizada entre a 20a e a 24a semana de gestação para verificar se os órgãos vitais do bebê estão com aparência saudável.
 
O médico ou o ultrassonografista também consegue ver se os membros e o cérebro do bebê estão se desenvolvendo conforme deveriam.
 
É importante ter em mente, contudo, que o ultrassom não detecta todos os tipos de anomalias congênitas, por isso infelizmente não há como ter 100 por cento de certeza durante a gravidez que o bebê nascerá sem nenhuma sequela.
Se eu ainda não peguei catapora, vale a pena tomar a vacina?
Você não pode tomar a vacina se já estiver grávida pelos riscos de afetar o bebê.
Caso ainda não esteja, pode ser uma boa ideia, mas você vai ter que esperar pelo menos três meses depois da imunização para tentar engravidar.


Você também pode esperar o bebê nascer e tomar a vacina, já se prevenindo da doença em uma futura nova gravidez.

Jumara Borges
Admin

Mensagens : 329
Data de inscrição : 10/08/2013
Idade : 22

Ver perfil do usuário http://www.gestantesonline.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum